Buscar

IVORÁ IMPLEMENTA SEU BOSQUE DA MEMÓRIA

A implementação deste Bosque da Memória, antecipado para 4/maio/2021, materializou a parceria entre o município de Ivorá, o Instituto MIRA-SERRA e o Núcleo de Estudos de Áreas Protegidas (NEAP) da Universidade Federal de Santa Maria.


O Bosque da Memória MIRA-SERRA tem por objetivo reflorestar 2ha do Parque Natural Municipal Monte Grappa, como modo simbólico de homenagear as vítimas da Covid-19, as 242 vidas perdidas na Boate Kiss (em Santa Maria), bem como a biodiversidade afetada pelas consequências do período de pandemia. Adicionalmente, é um gesto de agradecimento aos profissionais de saúde.

A Campanha “Bosques da Memória” marca o início da década de restauração de sistemas 2021/2030, declarada pela ONU.

A solenidade contou com presença do Prefeito e vice, secretários e convidados, como a Sra. Cibele Facco, mãe da jovem Luana – uma das vítimas da Boate Kiss.

Após a execução do Hino Nacional, o mestre de cerimônias João Paulo, passou a palavra para a

biól. Msc. Lisiane Becker, coordenadora-presidente do Inst. MIRA-SERRA.


Em sua explanação, ela destacou a importância da conservação do ecossistema presente no município (Floresta Estacional Decidual) associada à pressão antrópica na Mata Atlântica. Fez alusão às entidades idealizadoras da campanha nacional e a relação da MIRA-SERRA com estes coletivos. Enfatizou que a qualidade do meio ambiente está diretamente relacionada com a qualidade de vida humana como, lamentavelmente, se comprova com este triste momento no planeta;Parabenizou o município pelo seu aniversário.


A profª Drª Suzane B. Marcuzzo, do NEAP/UFSM, falou sobre as razões que levaram à escolha do Monte Grappa para este Bosque da Memória. Relacionou os atributos do local à paz e à tranquilidade oferecidas aos que vistam o local, bem como à forte relação da comunidade e aquele espaço de beleza cênica singular. Adicionalmente, falou sobre o Geoparque Quarta Colônia (aspirante) e a condução Plano de Manejo da Unidade de Conservação pelo NEAP/UFSM. Parabenizou o município.


A mensagem proferida pela dirigente do Núcleo Municipal de Cultura, Desporto e Turismo, Edicléia Cherubini, que com maestria, conseguiu colocar os presentes dentro do cenário que ali se configurava. Leia o discurso.


Por fim, o Prefeito Municipal, Saulo Piccinin, lmbrou a todos sobre as belezas e oportunidades do município, como o incremento do turismo para a região e o desenvolvimento da agricultura. Destacou a importância da implementação do Bosque da Memória na semana de aniversário de Ivorá, num período de tantos desafios. Parabenizou e agradeceu a todos.


Na sequência, ocorreu a primeiro plantio com mudas de árvores nativas da região (Jaboticaba, Araçá, Pitanga e Cereja-do-mato), doadas pelo prof. Renato Trevisan (Setor de Espécies Nativas e de Práticas Ambientais / SENPA/UFSM.


O crescimento das frutíferas celebrará as histórias daquelas vidas que partiram. Entre elas:


Luana Facco Ferreira (vítima do sinistro na Kiss/Santa Maria),

Ema Fillipin Moro (primeira vítima em Ivoráe falecida nesta data),

Peter Crawshaw Jr, Afrânio Menezes, Georgina e Ludwig Buckup.


A dedicação dos profissionais da saúde, bem como a perda de espécies da fauna/flora durante a pandemia, também, receberam um espaço neste Bosque.




5 visualizações0 comentário

Compartilhe