Buscar

Plantio de mudas marca homenagem aos profissionais da saúde e às vítimas da Covid-19

Campanha "Bosque da Memória" visa transformar esse momento de perda e tristeza em um espaço para esperança



Na manhã deste sábado, 12, vítimas da Covid-19 e profissionais da saúde estão sendo homenageados por meio do plantio de mudas de árvores na campanha nacional “Bosques da Memória”. No Ceará, a ação ocorre no Parque do Cocó, em Fortaleza, Parque Estadual Botânico do Ceará, em Caucaia, e Refúgio da Vida Silvestre (Revis) Periquito Cara-Suja, em Guaramiranga. Os locais foram escolhidos por serem Postos Avançados da Mata Atlântica.

A campanha visa transformar esse momento de perda e tristeza em um espaço para esperança. A iniciativa também ocorre em virtude dos incêndios que destruíram, principalmente, o Pantanal e a Mata Atlântica. A campanha é uma promoção conjunta da Rede de ONGs da Mata Atlântica (RMA); da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA) e do Pacto pela Restauração da Mata Atlântica.

Em Fortaleza, o titular da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), Arthur Bruno, comenta sobre a ação sendo realizada nesta manhã. “Este é um movimento nacional nos 17 estados brasileiros, em que parentes e amigos estão plantando árvores como homenagem aos profissionais da saúde, que estão salvando vidas no mundo, e às vítimas da Covid-19. A ação também é um ato de denúncia contra o desmatamento e as queimadas no Brasil”, disse. Segundo o deputado estadual Acrísio Sena (PT), presente na campanha nesta manhã, a ação é um gesto de solidariedade. “Há a solidariedade às vítimas da Covid-19 e aos profissionais de saúde, assim como a ação levanta o debate acerca da luta contra o desmatamento, proteção animal e defesa dos manguezais bastante debatido na Assembleia. Fico muito feliz por dar uma grande contribuição à cidade de Fortaleza e assim transformar nossa cidade em sustentável e ecologicamente viável para todos nós”, destaca. Plantar como forma de homenagear O jardineiro Jerônimo Santos, de 49 anos, perdeu o pai e o irmão para o novo para o coronavírus. Para ele, o momento é uma ocasião para lembrar das vítimas. “Meu pai e meu irmão faleceram vítimas da Covid-19 e está aqui me faz sentir que estou fazendo algo importante para a memória deles. Muita gente ainda não está dando importância e ainda é necessário cuidar das suas famílias”, relata. De acordo com o secretário executivo, Fernando Bezerra, da Sema, o evento seguirá durante os próximos seis meses para quem quiser plantar mudas dentro do Parque do Cocó como forma de homenagem. “Estaremos aqui durante seis meses para fornecer mudas para quem quiser plantar aqui no parque, teremos um local para quem quiser fazer a plantação, especificamente para quem não pode vir hoje”, informa.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Compartilhe

©2020 por bosques da memória